Fale conosco

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Gota D'água
06.02.2019
Justiça do trabalho recebeu 182 mil reclamações em 2018, prova do desrespeito dos patrões

Mesmo com a reforma trabalhista que decepou várias conquistas de trabalhadores (as) brasileiros (as), em 2018 a justiça trabalhista na Bahia conseguiu recuperar e repassar cerca de R$ 2,5 bilhões a empregados (as) que buscaram o socorro judicial para fazer valer seus direitos. Esse volume de recursos foi o saldo de 182.167 ações, de acordo com levantamento divulgado semana passada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

O volume de ações é expressivo e mostra o quanto a burla aos direitos trabalhistas tem sido a tônica do empresariado. Como estes gostam da lei do chicote, transformando o trabalhador num escravo, o governo Bolsonaro fala em ampliar a reforma trabalhista (cortar mais direitos) e até ameaça de extinção a justiça do trabalho.

Ainda de acordo com o levantamento, 108 mil ações foram solucionadas no primeiro grau (na vara trabalhista) e desse total 28,5% dos processos foram resolvidos por meio de acordos. “Os números destacam a atuação equilibrada do judiciário trabalhista baiano, de reconhecimento dos direitos do trabalhador em sintonia com a preservação da atividade econômica do empregador”, analisa a presidente do TRT, desembargadora Maria de Lourdes Linhares.

CUT DIEESE FNU
Nosso endereço:
Rua General Labatut, Nº 65, Barris, Salvador - Bahia - Brasil.
CEP.: 40070-100 - Tel.: *71 - 3111-1700* - Fax.: 71 3013-6913 secretaria@sindae-ba.org.br
Viewnet