Fale conosco

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Baixe o Gota D'água
Gota D'água
08.10.2018
Sindae mobiliza moradores de Caravelas para discutir nesta terça sobre risco da privatização da água

Em novo capítulo da luta contra a privatização da água no Extremo Sul da Bahia, o Sindae vai participar da sessão que a Câmara de Vereadores de Caravelas convocou para esta terça (dia 9), às 16 horas, com a finalidade de discutir com a população a entrega dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário para uma empresa mineira.

Além de dirigentes do Sindicato, a reunião desta terça contará com a presença de representantes da Embasa e de vereadores contrários a essa proposta. Moradores da cidade estão convocados a participar da reunião, até porque, se concretizada a privatização, serão os principais prejudicados. Em todas as cidades onde a água foi privatizada houve aumento abusivo de tarifa e queda na qualidade do serviço.

A Prefeitura de Caravelas marcou para o próximo dia 30 uma licitação para “escolher” a empresa que assumirá o controle dos serviços, tudo baseado num plano municipal de saneamento repleto de irregularidades e que não seguiu o previsto na Lei 11.445/2007 (Lei Nacional do Saneamento Básico). Por trás desse processo está a Construtora Prefisan, de Minas Gerais.

Conforme a lei, a elaboração do plano municipal deve ser discutida com a sociedade, deve abranger toda a área municipal (sede e distritos) e ainda conter a previsão de investimento. Como não é especialidade da Prefisan, o plano não tem nada disso e vem sendo chamado de “fake”. Como não pretende investir, a empresa só quer operar serviços onde já existe rede e equipamentos implantados.

O Sindae está entrando com denúncia junto aos Ministérios Públicos Federal e do Estado sobre o esquema de privatização da água no Extremo Sul. Além de Caravelas, o mesmo se dá em Belmonte, Prado, Alcobaça, Nova Viçosa, Mucuri e Eunápolis, todos articulados com a Prefisan. Em 2016, essa empresa teve diretores denunciados pelo Ministério Público Federal por suposto envolvimento em fraudes num contrato de R$ 4,7 milhões entre a prefeitura de Governador Valadares e a União.

CUT DIEESE FNU
Nosso endereço:
Rua General Labatut, Nº 65, Barris, Salvador - Bahia - Brasil.
CEP.: 40070-100 - Tel.: *71 - 3111-1700* - Fax.: 71 3013-6913 secretaria@sindae-ba.org.br
Viewnet