Fale conosco

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Baixe o Gota D'água
Gota D'água
08.10.2018
Comissão técnica do PPR finaliza trabalho. Negociação segue com a diretoria da Embasa

Após quatro reuniões, a comissão técnica que estava discutindo o novo acordo do Programa de Participação nos Resultados - PPR 2018/2019 finalizou os seus trabalhos no dia 26 de setembro, com a conclusão do relatório final, que foi assinado pelos membros e encaminhado para a diretoria da empresa. No relatório constam alguns itens em que houve consenso das partes, como a substituição do Índice de Eficiência Operacional – IEO pela Margem EBITDA como indicador empresarial (global) e a manutenção dos demais indicadores, inclusive do ROCA – Resultado Operacional de Caixa Ajustado, mas não houve acordo em boa parte dos temas discutidos.

Com a finalização da discussão na comissão, o sindicato já protocolou ofício solicitando reunião com a diretoria da empresa para negociação dos itens em que houve divergências. Entre as principais discordâncias estão a manutenção dos indicadores de Acréscimo de Ligações de Água – ALA e Acréscimo de Ligações de Esgoto no rol dos indicadores empresariais, a manutenção da amplitude mínima das variáveis em 80% e da distribuição dos pesos de 40% para as metas empresariais (globais) e 60% para as metas operacionais (setoriais). Outro tema que ficou para ser discutido com a diretoria da empresa são os percentuais de distribuição do montante entre as parcelas linear e proporcional.

Absenteísmo

Um dos temas mais polêmicos e que não houve consenso na comissão foi relativo ao Índice de Absenteísmo. Apesar da inclusão desse indicador individual e de tudo que dele faz parte ter sido fruto de uma recente e difícil negociação no Ministério Público do Trabalho, a empresa não cumpriu a sua parte ao não conseguir disponibilizar de forma ágil o sistema de acompanhamento do absenteísmo dos empregados e também ao não criar a comissão paritária para estudar as ausências dos empregados, compromisso que ela assumiu junto ao MPT. Por sinal, cumprir compromissos, inclusive com órgão externos, tem sido uma grande dificuldade da diretoria da Embasa.

Diante da inoperância da direção da Embasa, o sindicato propôs manter o mesmo Fator de Assiduidade para o PPR 2018 que foi praticado em 2017, uma vez que o sistema para acompanhamento do absenteísmo individual do empregado só foi disponibilizado pela empresa no final do mês de setembro. O Sindae ressaltou que a ausência do sistema de acompanhamento individual do absenteísmo durante nove dos doze meses do ano de 2018 é um fator de questionamento por parte da categoria.

Os trabalhadores tem relatado muita dificuldade de compreensão da operacionalização do próprio sistema e reclamam do curto período para gerenciamento da compensação de horas, além da necessidade da empresa corrigir várias falhas técnicas no sistema já verificadas a partir de sua implantação. Também não está claro se todos os empregados já tiveram acesso ao sistema e estão devidamente informados, algo que é de responsabilidade da direção da empresa esclarecer, até porque foi ela que inventou o problema.

O instrumento do acordo de PPR 2017, que contém no Anexo 4 (páginas 27 a 32) os detalhes do Fator de Frequência (índice de absenteísmo) que foram objeto de negociação no MPT, está disponível em PDF no site do Sindae (www.sindae-ba.org.br/acordos.php), no menu Acordos Coletivos.

A Embasa disponibilizou um endereço de e-mail para que os trabalhadores tirem dúvidas sobre o sistema de acompanhamento do absenteísmo: gpep@embasa.ba.gov.br. É muito importante que os trabalhadores se informem e entrem em contato com a empresa para tirar as dúvidas e fazer os questionamentos pertinentes, em especial em relação a situações operacionais não previstas no acordo.

O que é a Margem EBITDA?

A margem EBITDA é uma medida da rentabilidade operacional que as empresas apresentam como um percentual da sua receita líquida. Ela é calculada através da divisão do lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) pela receita operacional de uma companhia. Como o EBITDA retira todas as variáveis anteriormente citadas, podemos dizer que o resultado de margem EBITDA pode fornecer uma visão clara da lucratividade operacional da organização, com a vantagem de que é um parâmetro que pode ser auditado através dos dados disponíveis no balanço da empresa, que é publicado anualmente e garante a sua transparência.

Como calcular a margem EBITDA?

A margem EBITDA é o quociente da divisão do EBITDA pela Receita Operacional (Margem Ebtida = Ebtida / Receita Operacional)

O passo a passo para cálculo da Margem Ebtida é o seguinte:

1. Acesse as demonstrações financeiras no site da Embasa, na aba de institucional/transparência.

2. De posse das Demonstrações Financeiras, procure a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) e a Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC), onde se deve encontrar as seguintes linhas:

A) Receita operacional;
B) Resultado antes das receitas (despesas) financeiras líquidas e impostos;
C) Depreciação;
D) Amortização.

3. Calcule o EBTIDA somando (B+C+D). Por exemplo, considerando os dados de 2017, teríamos: (169.067 + 347.321 + 7.365) = 523.753

4. Divida o EBTIDA pela receita operacional e, em 2017, teríamos: (523.753 / 2.657.307) = 0,197 ou 19,7%;

5. Pronto, a Margem EBITDA é 19,7%.

CUT DIEESE FNU
Nosso endereço:
Rua General Labatut, Nº 65, Barris, Salvador - Bahia - Brasil.
CEP.: 40070-100 - Tel.: *71 - 3111-1700* - Fax.: 71 3013-6913 secretaria@sindae-ba.org.br
Viewnet