Fale conosco

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Baixe o Gota D'água
Gota D'água
06.08.2018
Drama social: trabalhadores (as) da Emasa sob ameaça de demissão

Passada a difícil campanha salarial, e fechado o acordo coletivo depois de longa negociação com a direção da empresa, os (as) trabalhadores (as) da Emasa não tiveram descanso e receberam a notícia de que, por conta de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) feito anos atrás entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho (MPT), 53 deles (as) estão numa lista de demissão, número que pode aumentar com o novo levantamento que está sendo feito.

Na próxima quinta (9) haverá uma audiência na sede do Ministério Público do Trabalho para discutir esse assunto e o que se comenta é que, na ocasião, a empresa apresentará os nomes de 26 trabalhadores (as) que deverão ser afastados (as) até o final deste ano, conforme estabelece o TAC. Segundo os promotores, a Emasa contratou pessoal da cota excedente do concurso, o que torna nulos esses contratos. O que se comenta também é que a empresa está negociando as demissões tanto para “enxugar” seu quadro de pessoal, quanto para se livrar de uma multa de R$ 560 mil aplicada por anteriormente por descumprimento de acordo judicial.

Também teria ficado acordado entre a Emasa e o MPT que o cumprimento do TAC seria realizado mês a mês, ficando a empresa comprometida a apresentar listas de demissões até o prazo máximo de 2 anos, quando está previsto a conclusão do TAC. Vale salientar que o processo de execução desse acordo já começou, sem que os trabalhadores fossem notificados da situação e pudessem exercer o direito ao contraditório.

Diretores da Executiva do Sindicato e assessores jurídicos irão a Itabuna acompanhar a audiência da próxima quinta e debater as alegações do Ministério Público do Trabalho, até porque o processo é de 2004. Caso este não aceite as alegações do Sindicato, de que não houve irregularidades nas contratações dos (das) concursados (as), vamos ingressar com ações judiciais para que os (as) trabalhadores (as) não sejam afastados.

CUT DIEESE FNU
Nosso endereço:
Rua General Labatut, Nº 65, Barris, Salvador - Bahia - Brasil.
CEP.: 40070-100 - Tel.: *71 - 3111-1700* - Fax.: 71 3013-6913 secretaria@sindae-ba.org.br
Viewnet