Fale conosco

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Baixe o Gota D'água
Gota D'água
12.05.2018
CIA atesta ordem de presidentes militares para execução de presos políticos no Brasil

É de estarrecer o documento liberado pelo Departamento de Estados dos EUA e produzido por um diretor da central americana de espionagem, a CIA, sobre o período do governo militar brasileiro. Envolve diretamente dois ex-presidentes, Ernesto Geisel e João Figueiredo, na execução sumária de militantes políticos, os quais eram chamados de subversivos. Indiretamente também envolve outro ex-presidente, Emílio Garrastazu Médici. O documento trata de uma reunião ocorrida em 30 de março de 1974 e diz que Geisel teria autorizado a continuidade das execuções de militantes, e encarregado Figueiredo de decidir quais deveriam morrer.

Segundo o documento produzido pelo diretor da CIA, William Colby, 104 presos políticos já teriam sido executados sumariamente até a data daquela reunião. Estima-se que, durante a ditadura, mais de 400 pessoas foram assassinadas e mais de 200 continuam desaparecidas.

A CIA tem outros documentos com detalhes sobre a ditadura, mas ainda mantidos em sigilo pelos EUA. São verdadeiros atestados da ingerência americana no governo brasileiro. Este documento é o primeiro que aponta o envolvimento direto de presidentes militares nas ordens para execução de presos políticos. É estranho que ele seja tornado público agora, quando grupos apelam por nova intervenção militar e justo quando o país passa por um golpe midiático-judicial.

CUT DIEESE FNU
Nosso endereço:
Rua General Labatut, Nº 65, Barris, Salvador - Bahia - Brasil.
CEP.: 40070-100 - Tel.: *71 - 3111-1700* - Fax.: 71 3013-6913 secretaria@sindae-ba.org.br
Viewnet