Gota D'água

Violência na Bahia é grande. Mulheres estão denunciando mais

16/03/2020

As mulheres têm motivos de sobra para lutar e um bom exemplo está aqui: no ano passado, somente na Bahia, mais de 31 mil processos de violência doméstica contra a mulher tramitaram na Justiça, conforme registro no Painel de Monitoramento da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, acompanhado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O ritmo de feminicídio foi alto, quase dobrou de 2018 (quando teve 33 casos) para 2019 (quando foram registrados 58 casos).

Mas, agora, já se nota uma mudança de postura nas mulheres vítimas da violência, que estão denunciando mais os agressores, conforme analisa a coordenadora do Movimento Permanente de Combate à Violência Doméstica do CNJ, conselheira Maria Cristiana Ziouva. Isso refleto o aumento do número de medidas protetivas concedidas pela Justiça nos últimos dois anos: em 2019 foram concedidas 6.532, contra 4.183 em 2018.